Devagar: menos projetos, mais vida


Hoje Dan e eu tivemos um momento que chamo de ampliação de consciência. Chegamos de uma viagem cansativa, com trânsito que nos atrasou mais de uma hora. E preocupados com dezenas de coisas a fazer. Temos de postar no blog, temos de preparar apresentação para  a mesa redonda, temos de resolver a conta, temos de programar as férias, temos, temos temos….as coisas pareciam fora de controle!

Então o Dan passou a enumerar as coisas que temos na cabeça, e quase sem hesitar, listamos 40 coisas que pipocam em nossas mentes, ou que ficam como um alerta vermelho no fundo da memória com a seta “resolver”, “preocupar-se”, “dar início”. …. E nos demos conta de que não a situação é geral. Nossos irmãos, amigos e até pais também têm, no mínimo, uns cinco projetos simultâneos, entre emprego, estudo, fámília, serviço voluntário, etc.

Claro, não foi a primeira vez que falamos nisso – e provavelmente não foi a última. Mas desta vez nos demos conta de que é uma síndrome da nossa geração. Criamos tecnologias muito rápidas, lidamos com uma quantidade de energia e dados nunca experimentada antes pelo ser humano. ….Será que nosso tempo biológico, ou nossa capacidade mental (sadia) dá conta disso tudo?

Talvez seja bom parar e refletir: o que estamos fazendo com nós mesmos? E o que estamos ganhando?

Nunca tantos artigos científicos foram publicados, mas será que eles trazem realmente um conhecimento amadurecido e útil? As crianças têm uma agenda recheada de balé, inglês, natação, terapia, e quanto ao brincar? Pois é… lidamos com uma complexidade grande, que nos deixa em parafuso.

Já que sustentabilidade tem de começar de dentro, temos de refletir que o excesso de projetos talvgez não seja sustentável. Uma vida sem idéias é vazia, mas ter projetos demais em aberto pode não ser sadio, e impede que os projetos mais importantes sejam feitos com a devida dedicação.

Por isso, amigos, não se chateiem se a gente demorar mais para escrever no blog, ok? É que percebemos que a única saída é reduzir – não apenas o lixo, não apenas o consumo, mas também a poluição mental. E uma forma é não tornar a frequência de posts obrigatória, e voltar a fazer isso com mais desprendimento e prazer.

8 thoughts on “Devagar: menos projetos, mais vida

  1. Oi Carol! eu concordo contigo..
    e quando criei oblog..tinha em mente postar todos os dias..
    mas o dia sempre foi aumentando as coisas pra fazer e comecei a postar em dias variados..e quanto ao filho..(crianças brincar) o meu só faz futsal e é na mesma escola, sem transito do levar e buscar..
    não estou trabalhando fora ainda..(estou adiando planos profissionais) porque acho qeu a melhor coisa é eu ficar em casa , ajudando ele nas tarefas e cozinhando nossa comida..nada contra a comer fora.(adoro) mas sabe a quantia de sal (eu coloco menos)e assim por diante..priorizei muitas coisas..(não me mato limpando casa).tenho os dias de faxina e se não der faço no outro..claro que tem dias que é mais corrido..mas aí faço o que deve ser feito..e tento não me estressar porque não fiz isso ou aquilo como eu agia antes..viajamos mais, e ficamos mais juntos..tomamos chimarrão a tardinha (marido e eu)..e o filho tb as vezes..rsrs sabe acho que um dia ainda vou morar no interior..srsrs adoro casinha com fogão a lenha e cachorros soltos no quintal..arvores frutiferas..da minha vida corrida antes de ter filho e depois , comecei a mudar porque a saude me cobrou e vem cobrando isso..só nos demos conta quando estamos sem ela(saude).. adorei seu post… e faça uma lista das prioridades e se livre das que parecem muito úteis..srrs
    bjs

  2. Olá Carol
    Concordo plenamente com o que você
    escreveu. O dia continua tendo 24 horas, mas parece que tentamos esticá-lo para nele caberem mais compromissos… É necessário saber selecionar e priorizar o que realmente é importante.
    Apoio sua decisão; você agiu com sabedoria.
    Bjs

  3. Oi, Carol. Aprovado o assunto do seu post. Concordo com vc. Já comecei fazer isso algum tempo atrás, e só escrevo no meu post quando dá vontade. E mais: estou desligando o computador após as 21 horas. Já percebi que quando fico até mais tarde, demoro mais tempo para pegar no sono……….

    Lembra daquela paradinha nossa para assistirmos um filme legal comendo pão com queijo mineiro na cama………………………………..hum q bom!!!

    beijão
    mami

  4. Olá Carol, é a primeira vez que visito o blog e adorei este post, realmente vivemos cheios de projetos e não realizamos balanços, ou melhor, paramos para analisar e priorizar-nos.
    Vou seguir a dica e refletir mais para realizar tudo com mais qualidade.
    Voltarei mais vezes para ler mais posts.
    Bjs,
    Andrea

  5. Carol & Dan!!!
    Já havia gostado de vcs desde o primeiro “contato” – enviado por uma amiga – contudo, agora me senti na “obrigação” de manifestar-me, já que, realmente, apesar de bastante jovens, vcs apresentam uma visão bastante madura e oportuna dos fatos corriqueiros de nosso cotidiano. Que bom que ainda existam pessoas tão centradas e objetivas. Sejam muito bem-vindos!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s