A importância de amamentar com dicas práticas (post para o Food Revolution Day)


Hoje é o dia de revolução alimentar! Idealizada pelo chef britânico Jamie Oliver, esse dia procura lembrar a todos da importância de se alimentar com qualidade e de forma saudável. Por cá, gente como a amiga Nádia Cozzi está mobilizando o Food Revolution Day em SP e outros lugares.

E como participação especial da blogagem coletiva sobre este dia especial, quero falar sobre o alimento mais puro, orgânico e local que se pode encontrar: o leite materno, lógico!!! Amamentar é um ato de amor e de cuidado. É maior expressão da maternidade, ao meu ver, até mais que o parto, pois é mais interativa com o bebê e dura por longos e prazerosos meses. A Júlia, nossa bebê de 5 meses, ainda está em amamentação exclusiva, como recomenda a Org. Mundial de Saúde: leite materno exclusivo até 6 meses, amamentação tornando-se gradualmente complementar até desmame aos 2 anos.

Eu não imaginava que amamentar ia ser um momento tão gostoso! Ok, pode ser às vezes cansativo e menos prático, mas esses detalhes são irrelevantes perto do carinho tão especial que é alimentar o bebê ao seio. É o que a natureza nos deu, o dom de nutrir, por isso o leite materno é perfeito! Ainda não se criou nenhuma fórmula infantil tão boa quanto ele, pois se adequa às necessidades do lactente, fornece anticorpos e todos os outros nutrientes necessários á saúde do bebê.

Então, vamos lá, algumas dicas para as mamães prolongarem a amamentação! Vou combater alguns mitos, com base em leituras e principalmente experiência própria!

  • Meu leite é fraco. Não existe leite fraco. Sério! Isso é conversa! A parte que sai primeiro do peito é mais transparente porque é rica em água e anticorpos, é para matar a sede e proteger. Lembre-se de que bebê amamentado ao seio não precisa beber água, nem é bom dar, porque ele mamaria menos, e leite é muito mais nutritivo.
  • Amamentar dói. Pode doer um pouquinho no começo, quando o mamilo não está acostumado e você produz mais leite que o necessário, então a tendência é “empedrar”. Então vamos lá, vamos diminuir seu desconforto: se sua mama está enchendo demais e doendo por isso, aplique compressa fria antes e depois da mamada. Alivia e desincha, além de ajudar a diminuir a produção de leite. Preste atenção à pega do bebê: tem que fazer boca de peixinho e abocanhar o mamilo quase todo, principalmente a parte de baixo. Tome sol e hidrate o mamilo com o próprio leite ou lanolina. Se não dá pra fazer top less em casa, sereve abajur e, dizem, até secados de cabelos morno. Ajuda a cicatrizar rápido.
  • Meu leite está secando. É comum achar isso por volta do segundo, terceiro mês. Eu mesma entrei nessa crise. Mas não se preocupe, se seu bebê continua ganhando peso, mesmo que aos poucos, mantenha a amamentação exclusiva. O que acontece é que nosso organismo entra em sincronia com o do bebê, e a mama para de armazenar leite demais ou antes da hora. A maior parte do leite, agora, é produzida após o bebê começar a sugar. Você vai sentir o leite descer nessa hora, não mais quando estive almoçando ou tomando banho. Lembre-se de que quanto mais o bebê mama, mais leite é produzido. É por demanda mesmo. Procure usar roupa confortáveis
  • Tenho que trabalhar ou fazer outras coisas. Procure guardar seu leite. Use conchas para seios, bem esterilizadas e limpas, na outra mama enquanto amamenta, para guardar o excesso de leite. Vá juntando numa mamadeira também esterilizada e congele imediatamente. Pode ir acrescentando ao leite já congelado. Complete com leite tirado com uma bombinha ou por ordenha manual (procure no google mais dicas sobre ordenha). Assim outro cuidador pode dar leite materno enquanto você se ausenta. Não se aflija se o bebê não quiser a mamadeira com você. Eles são inteligentes e sabem que você tem mamá no peito, outros não, então quando estiver com fome vai aceitar ser alimentado por outra pessoa com seu leitinho na mamadeira.

Curta o momento, passa logo! Já sei que vou sentir muita saudade de amamentar!

Mais sobre o evento:

http://alimentopuro.synthasite.com/food-revolution-day.php

http://nutricionistainfantil.blogspot.com.br/2013/05/food-revolution-day-dicas-para-pratica.html

http://infancialivredeconsumismo.com/index.php/tag/food-revolution-day/

etc etc etc🙂

One thought on “A importância de amamentar com dicas práticas (post para o Food Revolution Day)

  1. Parabéns, Carol. Estamos chegando na papinha e em junho vou até aí dar algumas sopinhas p minha netinha.
    beijin

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s