Arranjo de flores


Arranjo de flores

 

Eu tinha um sonho… o de colher flores no meu próprio jardim e fazer arranjos para decorar a casa. Ficava fascinada como isso era possível e rotineiro na região de Devon, Inglaterra, onde passei três semanas fazendo um curso inesquecível sobre Sustentabilidade na Prática, no inovador Schumacher College.

Pois estas semanas, mesmo com a estiagem brava de Mina Gerais nesta época, as flores dão o ar da graça. Principalmente azaléias. Aliás, aprendi com elas que se deve observar as plantas que são comumente usadas em sua região, que geralmente são as que  ficam sempre vistosas e exigem pouca manutenção. Aqui em BH as azaléias reinam, principalmente no inverno. Foi isso que me convenceu – felizmente – a mante-las no meu jardim e plantar mais mudas.

Hoje, flores de orquídeas pingo de ouro, trepadeira lágrima de cristo e muitas azaléias – rosa choque, rosa claro, brancas… 🙂

Anúncios

Brinquedos reutilizando embalagens


PicMonkey Collage

Brinquedos ecológicos de verdade!

Já viu a cena, né? Você dá um brinquedo a um bebê, e ele se encanta mais com a embalagem que com o presente! Na semana passada os brinquedos preferidos da Júlia foram estes: um chocalho que fiz com uma garrafinha plástica e macarrãozinho de sopa, e uma caixa de tampas de potes plásticos – idéia da vovó.

Não precisarmos gastar uma fortuna com brinquedos para as crianças. Principalmente bebês. Eles se encantam com qualquer coisa!

E em homenagem à criatividade em lugar das compras, estamos inaugurando um mural no Pinterest, para colecionar boas idéias de brinquedos sustentáveis. Está ficando demais! 😀

Como fazer álcool perfumado caseiro


Imagem

Mais fácil, impossível! E ecológico, também. Você não vai mais precisar comprar álcool com perfume artificial.

Você vai precisar de:

– álcool líquido (está difícil de achar hoje em dia, procure em farmácias e lojas de produtos para perfumaria)

– folhas de eucalipto, lavanda, citronela ou da planta que quiser

– garrafa, de preferência de vidro e escura. É um boa reutilizar garrafas de vinho ou suco de uva.

Basta picar ou macerar um pouco as folhas da planta que for usar e colocar num vidro com o álcool líquido. Deixe descansar tampado em lugar escuro por uns dez dias. O óleo essencial passa para o álcool. Aqui em casa fiz de eucalipto e aprovamos!

Coloco um pouco num pano seco e uso para dar acabamento na limpeza da cozinha e do banheiro. Uma maravilha, deixa a casa limpa e perfumada naturalmente.

E nos próximos dias vou postar como limpar o microondas e como desinfetar a pia de forma rápida e natural, não percam 😉

Quadros de bastidor de bordado


Gosto muito de enfeitar a casa. E de um jeito barato e fácil, porque não tenho muito tempo nem grana para dedicar. Uma grande sacada foi fazer a decoração da parede da nossa cama com quadrinhos feitos de bastidor de bordado, uma boa idéia que vimos na revista Vida Simples. Quem tem vó ou tia que borda, pode reutilizar um antigo, mais barato, charmoso e sustentável ainda! Como eu não consegui um usado com ninguém, comprei, de tamanhos diferentes. Juntei uns retalhos de tecido, combinei entre si e preparei, com o fácil passo-a-passo abaixo.

1. Risque o tecido com o tamanho do bastidor, lado maior.

2. Corte o tecido no tamanho riscado.

3. Encaixe o tecido no bastidor.

4. Arranje o(s) bastidor(es) na parede a gosto.

Pronto! Um jeito super fácil de dar uma caprichada numa parede branca! E quando enjoar, ou quando quiser combinar com outras almofadas, colchas, etc., basta trocar o tecido.

Presentes pro Dia das Mães


Mother's day gift

Ok, eu confesso…mesmo sabendo que minha mãe vai passar por aqui e ler este post. Ainda não me decidi sobre o que dar para minha mãe neste domingo!! Queria algo personalizado, feito à mão, bo

nito, barato e cheio de carinho. Mas a verdade é que minha vida andou meio fora dos trilhos ultimamente, não sei se é a gravidez que me come parte do dia para dormir, ou com cansaço, ou se é o evento que estou ajudando a organizar voluntariamente para a semana que vem.

O fato é que, mais uma vez, ficou para a última hora. E com isso vou ter que selecionar um projeto feito à mão mais simples, ou, argh, ter que recorrer às grandes redes e shoppings mesmo! ó_Ò.

Mas para quem ainda tem esta tarde e o sábado livre para dedicar a um presente personalizado e carinhoso, achei um site com ótimas idéias – e que podem ser aproveitadas todos os feriados comemorativos do ano!

Algumas idéias de que mais gostei: vidro com mix de receita, espelhinhos que mimam, envelopes reciclando revistas, cd de coletânea (minha irmã é ótima nisso), livro de receitas…

O site de que falei é este. Simples no visual, mas de conteúdo precioso!

Você sabe o que é um rufo?


Você sabe qual o fluxo da água da chuva no seu telhado? Ou por quais paredes passam a fiação elétrica, o encanamento?

Eu não. Nunca me liguei muito nessas coisas, mas tenho aprendido um bocado com o Dan. O que são rufos, metalom, sarrafos? Coisas que ele aprendeu com seu pai. Seu Juca tem 69 anos e ajudou a construir a própria casa. A casa em que vive hoje, com sua adorável esposa Meire (que há pouco nos serviu café com biscoitos de polvilho feitos em casa), é a mesma em que ele nasceu, há mais de meio século. A casa passou por muitas transformações, adequando-se à cada fase de vida da família. Hoje, têm um quarto para cada filho que vem visitá-los, agora com esposo/a, filhos e namorados.

Mas por que estou falando disso aqui no blog? Porque conhecer a própria casa, sua estrutura, seus fluxos, tem tudo a ver com resiliência.

Nos acostumamos a contratar ou comprar pronto, e não temos o menor domínio de como funcionam as coisas de que dependemos. Saber como funciona a própria casa é uma sabedoria em extinção. Aliás, que se encaixa perfeitamente no conceito Eco (oikos=casa) + Logia (conhecimento).

Seria legal resgatarmos esse conhecimento, assim saberíamos consertar as coisas. Às vezes dependemos de terceiros para consertar uma simples torneira pingando – ou até lâmpada queimada. Saber se virar e conhecer o sistema que nos abriga também é necessário para cortar desperdícios e fazer melhorias para tornar nossas casas mais ecológicas.

É ter um pouco mais de autonomia – uma das chaves para a resiliência.

Foto: byrdiegyrl

6 Dicas para preparar uma ceia de Natal Sustentável


 

(Post originalmente publicado em www.coletivoverde.com.br)

E aí pessoal tudo bem? Estamos passando por aqui para falar um pouco sobre sustentabilidade nas festas de fim de ano. Primeiro a Carol falou dos presentes e agora vou falar um pouco sobre a ceia de Natal e Ano Novo.

Essa época tão aguardada por todo mundo é um momento de celebração, de confraternizações, festas e presentes. A maioria das pessoas se reúne aos amigos ou a família e preparam a famosa Ceia de Natal ou Jantar de Ano Novo.
Tudo é muito gostoso, mas você sabe a origem da sua comida? Você sabe de onde ela vem? Como ela é produzida? Para onde vai o lixo e as embalagens? Afinal, você já parou para pensar no impacto ambiental que é gerado com os preparativos de uma Ceia de Natal?

Para curtirmos as festas de fim de ano, comermos à vontade sem agredir o meio ambiente, estamos convidando as pessoas a fazerem um final de ano diferente, incorporando nas ceias e jantares uma pitada de sustentabilidade. Quer saber como?

6 Dicas para prepara uma ceia de Natal Sustentável:

 Evite produtos importados

No livro “O Mundo é o que você come” (recomendamos a leitura) é feita uma análise sobre a origem da nossa comida e o longo caminho que ela percorre até chegar na nossa mesa.

Por exemplo, as nozes que quebramos na ceia de natal são produzidas nos EUA, principalmente na Califórnia e Oregon. As avelãs vêm da Espanha, Portugal e também dos EUA. Elas navegam, voam e andam por milhares de quilômetros quando são consumidos milhares de litros de combustível até a nossa mesa. Já pensou nisso?

Que tal trocar as nozes e avelãs pela castanha do Brasil produzida na Amazônia ou a noz pecã produzida no Sul do país? São produtos nacionais tão nutritivos e saborosos quanto as outras castanhas, e o melhor, o impacto na produção e comercialização é muito menor que o das importadas.

 Troque os refrigerantes e suas famigeradas garrafas PET por sucos naturais de frutas da época

Nem precisa falar o quanto isso é melhor para o meio ambiente e principalmente para a sua saúde e da sua família.

 

Procure consumir vinhos e espumantes nacionais

O Vale dos Vinhedos no Sul do Brasil produz bebidas de excelente qualidade que não perdem em nada para as importadas.

 
 
 
 
Prefira orgânicos

Escolha frutas e legumes para orgânicos para preparar as receitas de natal.

Se a sua família não abre mão de comer carne e de ter sobre a mesa os famosos perus e leitoas assadas, que tal você escolher carnes orgânicas, produzidas por pequenos produtores?

Evite comprar as aquelas produzidas pelos grandes produtores de carne em série. No interior é possível você achar pessoas que ainda produzem carne de maneira sustentável. 

 

Cuidado com o desperdício

Calcule bem a quantidade de comida, pois quando a mesa tem muita variedade, as pessoas tendem a comer só um pouco de cada prato.

Separe o lixo e encaminhe as embalagens para a reciclagem

 

Com essas dicas e muita criatividade você vai fazer uma ceia de natal diferente, sustentável, saborosa e alegre como deve ser a nossa vida.

Um abraço e boas festas.

Fotos do artigo: allison.hare / Hisks / svilen001 / Cierpki / Dono do armazem