Como limpar o microondas e a pia de forma rápida, natural e eficiente


Prometi, aqui está!

limão- foto de autor desconhecido1) Como limpar o microondas: corte na metade um limão. Pode usar aquela metade esquecida que está lá na geladeira, se ainda não estiver esturricada… Ponha numa tigelinha que vá ao microondas, com um água até cobrir o meio limão. Ponha no micro, ligue em temperatura máxima por uns 3 minutos – ou até sentir o cheiro de limão cozinhando. Retire a tigela – com cuidado, está quente pra caramba! Passe um pano seco na área interna do microondas e está pronto.

Como funciona: o vapor do limão e de seus óleos essenciais espalha pelas paredes internas do equipamento. O limão tem propriedades adstringentes, quebra a gordura, além de desinfetar e deixar um cheirinho bom.

2) Como desinfetar a pia: Polvilhe bastante bicarbonato de sódio na superfície, esfregue com uma esponja úmida – molhe-a quantas vezes for necessário. Esfregue os cantinhos com uma escova de dentes para limpeza – se for reutilizar, ferva antes para esterilizar! Enxague. Jogue vinagre e deixe descansando por alguns minutos. Cubra com panos para o vinagre se manter como uma película úmida sobre toda a superfície. Enxágue novamente. Finalize com um pano seco com gotas de álcool – pode ser o perfumado caseiro que ensinamos a fazer aqui.

Como funciona: O bicarbonato causa um micro-atrito , retirando sujeiras mesmo dos “poros” da superfície. Por ser básico, ajuda na limpeza e retira odores. O vinagre ajuda a quebrar gordura, desinfeta e remove o bicarbonato. A água, solvente universal, retira as sobras desses produtos junto com as sujeiras e gorduras já quebradas. O pouquinho de álcool ajuda a secar, desinfetar e deixar u cheirinho suave e que não atrapalha a culinária.

Como fazer álcool perfumado caseiro


Imagem

Mais fácil, impossível! E ecológico, também. Você não vai mais precisar comprar álcool com perfume artificial.

Você vai precisar de:

– álcool líquido (está difícil de achar hoje em dia, procure em farmácias e lojas de produtos para perfumaria)

– folhas de eucalipto, lavanda, citronela ou da planta que quiser

– garrafa, de preferência de vidro e escura. É um boa reutilizar garrafas de vinho ou suco de uva.

Basta picar ou macerar um pouco as folhas da planta que for usar e colocar num vidro com o álcool líquido. Deixe descansar tampado em lugar escuro por uns dez dias. O óleo essencial passa para o álcool. Aqui em casa fiz de eucalipto e aprovamos!

Coloco um pouco num pano seco e uso para dar acabamento na limpeza da cozinha e do banheiro. Uma maravilha, deixa a casa limpa e perfumada naturalmente.

E nos próximos dias vou postar como limpar o microondas e como desinfetar a pia de forma rápida e natural, não percam 😉

Sachês anti-formigas


Sempre simpatizei com formigas. Insetos sociais são tão inteligentes! Eu costumava ficar seguindo a trilha delas ou fazer uma “cidade” para as formigas, com potes de margarina, montinhos de terra, pontes de palitos e canaizinhos de água. Hoje continuo gostando delas, mas na cozinha, convenhamos, não ficam bem. Já notei que é época. Agora no inverno, aparecem não sei de onde aquelas grandes, vermelhas, e ficam procurando migalhas nos meus armários da despensa.

Aqui uma dica da minha mãe, para repelir insetos nos armários da cozinha: sachezinhos feitos com retalho de pano e fitinhas de cetim, recheados com cravo da índia. Vou tentar fazer alguns, porque aqui em casa está na época das formigas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Dica: Outros repelentes com cravo, para mosquitos, aqui neste post.

Será que “essa tal de sustentabilidade” pode espantar faxineiras?!


Daí que arranjei uma nova ajudante para limpar a casa. Não estava dando conta de manter a casa limpa a em ordem como merecemos, por conta de tantos compromissos, planos e, claro, por causa da gravidez! 😛

A Dona Maria (sim, não é nome fictício, é o nome dela mesmo, típico e promissor!) é ótima! Daquelas que limpam dentro dos armários e empilham os sapatos enfileiradinhos, em a gente pedir!

Mas acho que ela ficou um pouco assustada conosco. Primeiro dia, eu lhe digo que quase não usamos produtos de limpeza. Que ela pode limpar tudo com água e sabão, usar bicarbonato em vez de multiuso e minha mistura de óleo de eucalipto, bicarbonato e vinagre como desinfetante. Se ela quiser, acrescento, pode pingar umas gotas dos vidrinhos de essência natural para deixar a casa perfumada. Ela olha para mim desolada: Você não usa nem Veja?! E água sanitária, não tem?!

No fim do dia, ela pergunta se pode levar pro lixo todas aquelas bugigangas em caixas plásticas. Não precisa, Dona Maria, é lixo reciclável, assim que o carro voltar da oficina vou levar pro ponto de coleta. Mas não vai ficar cheirando azedo?? Ela desconfia. Não, eu juro que lavo um a um! Defendo-me eu. Mas fico encucada; ela tem alguma razão: é bom desfazer-se dos resíduos recicláveis semanalmente, e preciso arranjar uma cortininha para esconder a feiúra dessas caixas cheias de embalagens vazias.

No outro dia, vem a prova final: Carol, o que são essas caixas lá na área? Ela pergunta meio chocada. Ah, é um experimento, um minhocário, Dona Maria. Para a gente ver se essas minhocas comem o nosso lixo e produzem terra pro jardim. Ah, tá…..

Bem, até agora ela não desistiu de mim. 😀 Mas sempre que entro em casa depois que ela fez faxina, tenho de abrir todas as janelas, porque ela joga muita essência mesmo, acho que pra se assegurar de que a casa fica com cara de limpa como ela está acostumada. 🙂

Obs.: Não consegui descobrir o autor da imagem, se alguem souber me avise para eu dar os devidos créditos, ok?

 

Aranhas, pra que te quero?


Garden Spider with net in back light, ..with a...
(Photo credit: Wikipedia)

Quando dou faxina na casa, fico morrendo de dó de destruir as teias de aranha nos cantos do teto… Calma, são teias pequeninas, bem discretas, e aranhas igualmente simpáticas. Só as tiro mesmo para minha mãe não dizer “puxa, não foi isso que lhe ensinei”, ou para uma visitante atenta não achar que sou uma dona de casa relaxada demais. Ainda assim, tento apenas tirar a teia, não as pequenas aranhas. Deixe elas em paz, penso eu. São tão mágicas criando fios invisíveis! Fazem parte do ecossistema de uma casa, e só nos fazem bem! Assim como as lagartixas, poderiam muito bem viver em simbiose com nossos lares em transição, comendo os – esses sim indesejáveis – mosquitos, formigas e pernilongos.

Acho que vou lançar uma campanha para deixarmos as aranhas e lagartixas em paz, pelo bem do equilíbrio ecológico das casas 🙂

Nada como água e sabão: lavando a roupa suja e a cozinha


Em dezembro dei dicas para uma limpeza basicona na casa.

Hoje vou falar pra vocês do mais novo ‘hit’ aqui de casa: aproveitar a água da lavagem de roupas pra dar um belo ‘banho’ na cozinha!

Se sua cozinha é integrada a lavanderia, coloque uma carga de roupas para lavar. Quando chegar a hora de esvaziar a água com sabão, tire o cano de saída do lugar e direcione-o a baldes ou diretamente no chão. A água com sabão diluído é perfeita para dar aquela lavada no piso. Você pode usar a água do enxágüe para dar enxaguar também. Finalize passando o rodo e um pano com algumas gotas de essência natural da sua preferência.

Faxinão ecológico!


Sabe aquele dia em que você acorda querendo colocar o guarda-roupas abaixo, jogar água e sabão na cozinha, tirar todas as teias de aranha? É o tal sentimento de renovação de que falei no último post.

Nada melhor do que limpar os espaços para nos encher de coragem e inspiração para um ano novo mais feliz!

Como hoje acordei com esse sentimento, vou fazer uma série de posts com algumas dicas para vocês.

A primeira de todas as dicas:

Planeje-se, e não confie em super-poderes – nós (viram que me incluí, né?) temos a tendência de subestimar o tempo necessário para terminar as tarefas. É uma fraqueza de nossa geração do imediato. Depois ficamos frustrados por não darmos conta de tudo. Por isso, pense bem. Um passo de cada vez. Você tem o dia todo para se dedicar à faxina? Ou quer apenas uma limpeza leve? Aquele faxinão pode ser dividido em dias: num dia você tira pó e passa pano no chão, em outro dá aquela caprichada na cozinha, no outro deixa os banheiros brilhando.

Vamos começar com a limpeza básica, que pode ser sua rotina de limpeza semanal:

Você vai precisar de:

  • cesto ou caixa para recolher a bagunça
  • multiuso caseiro: 3 partes de água, 1 parte de vinagre, 1 parte de bicarbonato de sódio e algumas gotas de essência natural de sua preferência (limão, eucalipto e lavanda são essências também desinfetantes!)
  • esponja e escova de dentes velha para limpeza do banheiro
  • 1 pano para tirar pó, 2 panos para limpeza de banheiro e 1 pano de chão
  • rodo e vassoura
  1. Pegue o cesto a vá recolhendo em cada cômodo o que está fora do lugar. No fim da limpeza você passa com o cesto colocando cada objeto em seu devido espaço.
  2. Coloque num recipiente spray o multiuso caseiro. Espalhe na superfície dos assentos e vasos sanitários e pias.
  3. Tire o pó das superfícies com um pano levemente umedecido. Sugiro usar meias e camisetas velhas como panos, uma forma de reciclagem.
  4. Volte para os banheiros. Esfregue os locais de difícil limpeza com água e sabão. Use uma escova de dentes velha para cantos, beiras de ralos e torneiras. Passe um pano nas superfícies onde você usou o multiuso caseiro.
  5. Varra a casa e depois passe um pano umedecido com água, um pouquinho de vinagre e sua essência natural preferida. Sua casa vai ficar perfumada e desinfetada em pouco tempo, de forma natural e saudável!

Faxinas e os ciclos da natureza


A maioria das pessoas queixa-se das tarefas domésticas. Leva-se tanto tempo para preparar um jantar, e ele é devorado em tão poucos minutos! Deixa-se a pia brilhando, e pouco tempo depois lá vem um copo, uma xícara, uma colher para serem lavados novamente. É um trabalho ingrato, não é mesmo?

Ninguém gosta de pia suja

Pode ser, se olharmos por esse ponto de vista. Mas se observarmos a natureza, tudo são ciclos. A lua e as estações sucedem-se até completar o ciclo, e então começam tudo novamente. Toda a teia da vida é feita de ciclos de renovação. E não poderia ser diferente em casa, que é o nosso “ecossistema” humano.

Na correria do dia-a-dia a entropia aumenta, e nossa casa tende ao caos. Mas há uma necessidade humana de se vencer aquela bagunça e colocar tudo no lugar, limpar, organizar, deixar tudo preparado pra um dia, ou uma semana novinhos em folha. É uma arrumação do ambiente externo que reflete internamente no nosso estado de espírito, tornando-o mais leve e pronto para boas novidades.

Para inspirar uma boa faxina, damos algumas dicas:

* Coloque roupas adequadas e confortáveis
* Planeje-se: materiais necessários, por onde começar, por onde terminar e o que não fazer (importantíssimo pra não demorar mais do que o pensado)
* Ponha pra tocar uma música que lhe anime.
* Procure alternativas práticas, como a pantufa que limpa o chão enquanto você anda (veja a foto)
* Substitua produtos e aromas artificiais por bicarbonato, viangre branco e óleos essenciais.

Uma boa dica também é programar faxinas coletivas: amigos se unem um dia pra dar “uma geral” na casa de um, depois na casa do outro. Sucos e um lanche saudável, na hora de relaxar, fazem do evento uma pequena celebração à renovação.

Mais dicas nos links abaixo, e aqui mesmo no Nosso Quintal!

http://www.apartmenttherapy.com/la/roundup/green-roundup-best-green-cleaning-solutions-057600
http://www.goclean.com/

Macio, perfumado e amarrotado


Às vezes as coisas estão tão incutidas em nosso mapa mental que fica difícil questionar se fazem ou não sentido. A primeira vez que o Dan me perguntou pra quê passar a roupa de cama, se ao deitarmos já amassamos tudo, aquilo me soou como uma heresia ao manual de boas práticas da amélia. Depois li num livro, e aquilo já não me soava tão estranho. Por fim, como atualmente estou cuidando da casa sozinha e tenho, portanto, que tornar as tarefas domésticas mais práticas – resolvi experimentar. Sim, por que não?! – Minha mãe não estava vendo, mesmo! (risos)

E sabem de uma coisa? É perfeitamente possível. Se a roupa de cama está com aquele leve perfume de limpa, isso basta. Economiza-se tempo, trabalho, energia e consequentemente dinheiro.

Funciona para roupa de cama, banho, algumas toalhas de mesa e algumas roupas, como calças jeans.

Algumas dicas para o processo ficar bom:

1- Opcional: Você pode substituir o amaciante por algo mais eficaz a longo prazo, mais ecológico e mais barato: No molho do enxágüe, Use duas colheres de vinagre e algumas gotas de óleo essencial de sua preferência.

2- Antes e depois de estender no varal, sacuda as peças para soltar as fibras.

Limpeza ecológica


Para ter um lar doce lar limpo é preciso uma penca de produtos de última geração – multi-uso, limpa-vidros, desinfetante, desengordurante, detergente, sabão em pó, perfumador, amaciante de roupas, tira-manchas, etc etc etc etc – a lista é infindável.

Certo? …. Errado!

Como já diz minha mãe: criam-se frascos de produtos com cor e cheiros artificiais pra gente comprar, mas nada é tão eficiente como água, sabão e braço. E é a pura verdade!

Já há algum tempo tenho deixado de comprar multiuso, limpa-vidros e perfumadores. Mais recentemente, desde o início deste ano, tenho deixado amaciantes e desinfetantes de fora também, reduzindo ainda o consumo de detergente e sabão em pó.

Veja as dicas dos sites abaixo. Com pouco dinheiro você tem um kit de limpeza ecológica tão ou mais eficiente que as tranqueiras compradas, e com a segurança se estar usando algo que não prejudica sua saúde e a de sua família. (o ingrediente mais caro são essências naturais, mas usa-se tão pouco, que compensa!!)

Vejam os sites abaixo, que têm receitas básicas.

Eu vou imprimir e colocar na porta do armário!

http://www.comofazertudo.com.br/casa-e-jardim/como-fazer-produtos-de-limpeza-ecol%C3%B3gicos

http://tgt.blogspot.com/2008/07/28072008-limpeza-ecolgica.html